Lago da Núbia

 

O Lago da Núbia, mais conhecido como Lago Nasser, é um grande reservatório no Rio Nilo, localizado no Egito, com pequena parte no norte do Sudão. O Lago tem cerca de 800 km de comprimento, área de 5.200 km² e profundidade de 107 m, perto da Barragem. Tem 4 km de largura e 111 metros de altura. O reservatório tem capacidade máxima para 168,9 bilhões de m³.

A Núbia é uma região histórica que envolve parte do sudeste do Egito e parte do Sudão. Na Antiguidade, tinha uma civilização própria. Os egípcios preferem chamar o reservatório, formado pela represa alta de Assuan, de Lago Nasser, enquanto os sudaneses preferem Lago da Núbia. Alguns autores tentam conciliar as duas preferências, chamando a parte egípcia de Lago Nasser e a parte sudanesa de Lago da Núbia, causando certa confusão.

A antiga barragem de Assuan foi construída pelos britânicos, entre 1899 e 1902. Situa-se a jusante da nova e continua em operação (veja mapa anaixo). Sua altura foi elevada duas vezes no século 20: em 1912 e em 1933.

Nos anos 1940, constatou-se a necessidade de uma nova represa. O projeto da nova Barragem de Assuan (Aswan High Dam) começou em 1958, durante o governo de Gamal Abdel Nasser. Foi concluída em 1971, ano da morte do Presidente. As duas barragens continuam em operação.

Alguns sítios arqueológicos foram relocados para evitar ficarem submersos com a formação do Lago da Núbia, como Abu Simbel. Peças de outros sítios foram "presenteadas" a algumas nações que participaram da campanha de resgate dos sítios, como o Templo de Dendur, que foi para o Museu Metropolitano de Arte de Nova York, e o Templo de Debod, que foi para Madrid. Mas parte de alguns sítios ficaram submersos. Sítios em áreas do Sudão foram relocados para o Museu Nacional do Sudão, em Cartum, construído especialmente para recebê-los. Existe também o caso do sítio de Ibrim, que sofre com inundações parciais. A relocação dos templos continuou após a inauguração da Barragem de Assuan, até 1980.

Além da geração de energia elétrica para o Egito e o Sudão, a nova Barragem proporcionou um maior controle de cheias do Rio Nilo e o Lago formado permitiu a ampliação de áreas irrigadas. Além disso, a fauna do Lago foi enriquecida para o aproveitamento da indústria pesqueira.

Nos anos 1990, o Lago da Núbia atingiu níveis elevados. Em 1997 houve um transbordamento para oeste, na área de Toshka. O governo do Egito iniciou o Projeto Toshka ou Novo Vale do Nilo, buscando povoar e aumentar os recursos de irrigação na área desértica do lado oeste do Lago da Núbia. Em 2000, construiu-se um canal com bombeamento a partir da Baía de Toshka, no Lago da Núbia. Como resultado, surgiram áreas inundadas conhecidas como Lagos Toshka.

 

Lago Nasser

 

Abu Simbel

 

Mapa Fisico

 

Assuan

Egito

 

Acima, a Barragem Alta de Assuan, concluída em 1971.

 

Barragem Egito

 

Paisagem

 

Canal Suez

 

Rio Nilo

 

Copyright © Guia Geográfico - Lagos africanos.

 

Barragens Assuan

 

Philae ilha

 

Mapa do trecho entre as duas barragens, nova e velha. O Templo de Isis, na Ilha de Philae, ficava parcialmente inundado e foi relocado para a Ilha de Agilika.

 

Vista do canal construído para o Novo Vale do Nilo, formando os Lagos Toshka (NASA).

 

Templo de Nefertari

 

A barragem velha, concluída em 1902, em foto de David Gardiner, publicada em 1905 no livro La Nouvelle Egypte de A.B. de Guerville.

 

Toshka

 

Barragem velha

 

Paisagem do Lago da Núbia.

 

Egito

 

Lago da Núbia

 

 

Fonte (editada): USGS/Coastal and Marine Geology Program.

 

 

 

 

Foto em 2002: Hajor / Wikipédia CC BY-SA 3.0

 

 

Fonte (editada): USGS/Coastal and Marine Geology Program.